video

A diretoria colegiada do Sinter informa aos trabalhadores sobre o dissídio coletivo e o processo de construção do PDV.

O Sindicato sempre defendeu e pauta sua atuação no diálogo, principal instrumento na luta pelos direitos dos trabalhadores da extensão rural.

Sendo assim, a decisão de instaurar o Dissídio Coletivo foi de toda a categoria, que compareceu a assembleia geral, realizada em trinta e três locais do Estado de Minas Gerais, e votou por unanimidade pela autorização ao Sinter de instauração do dissídio.

O que os trabalhadores esperam é que se possa respeitar as decisões baseadas no diálogo, especialmente decisões tomadas nas negociações coletivas, e que envolvem as condições de trabalho do inestimável recurso humano que mantém a ATER pública em Minas.

Confira o comunicado:

Newsletters

Cadastre seu email para receber notícias