reunião de mediação_banner

Buscando mais uma vez o diálogo para a conclusão das negociações do Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2021, o Sinter solicitou mediação do Ministério Público do Trabalho, a qual foi realizada hoje, dia 18/12/2019, às 14 horas, em Belo Horizonte.

O Sinter relatou à procuradora do Trabalho que foram realizadas 34 assembleias de trabalhadores no Estado, e que a pauta de reivindicações foi entregue em abril deste ano, com início das negociações somente em julho, sendo a data-base reconhecida em maio.

Nesta mediação, o posicionamento da Empresa permaneceu o mesmo, reafirmando a definição do Estado, de reajuste zero nos salários.

O Sinter reforçou que as principais cláusulas econômicas pendentes, as quais os trabalhadores não abrem mão, são reajuste no vale-alimentação, recomposição inflacionária dos salários e auxílio creche, visto tais reinvindicações não serem consideradas como aumento real, mas somente recomposição de perdas.

Tendo em vista todo o contexto das negociações e o esforço do Sindicato em realizar um acordo negociado, ficou configurada a impossibilidade de fechamento do ACT por via administrativa.  Não tendo outro caminho, diante do descaso em atender aos trabalhadores, e esgotadas todas as possibilidades de negociação, o Sinter seguirá na tentativa de um acordo justo via judicial, através de dissídio coletivo.

Seguimos juntos e fortes. Mantenham-se atentos aos comunicados.

Juntos Somos Sinter-MG!

Newsletters

Cadastre seu email para receber notícias